Arquivo da tag: solidão

E ELES FORAM FELIZES PARA SEMPRE… O livro PÁGINAS DE VALENTINA

 

Exibindo CAPA_Páginas de Valentina.jpgE eles foram felizes para sempre…

 Valentina nunca acreditou em príncipe encantado até conhecer Marcelo. A partir desse encontro, sua história se desdobra em crônicas, reunidas no livro “Páginas de Valentina”, que revelam as agruras e delícias da vida de uma mulher sensacional, alegre e sensível que sempre soube o que quer: ser feliz.

 Independente e bem resolvida na vida, a divertida Valentina adorava provocar suas amigas com o assunto sobre as princesas: “Será que a Branca de Neve não era feliz com os sete anões? Parecia que sim, apesar de ser discutível trabalhar como empregada doméstica de sete homens porquinhos. A princesa não demonstrava se sentir explorada, como se até fazer faxina fosse coisa molinha. E a Cinderela que também nunca reclamava de assoberbar-se, gente!”.

 

Assim é a personagem principal do livro Páginas de Valentina, de autoria de Claudia Medeiros, que se revela presente dentro cada mulher através de seu universo feminino peculiar povoado de mulherices (coisas de mulher) e homices (coisas de homem). E Valentina tinha uma convicção: a de que príncipe encantado não existe. Porém, num belo dia, após um encontro, isso de tornou uma dúvida seguida de muitas outras: o que é felicidade? O que é ser mulher? Somos princesas?

Carioca da gema, Claudia Medeiros é pedagoga e Mestre em Educação Brasileira pela PUC-Rio. Cheia de mulherices, adora Elvis Presley, Johnny Depp, Gene Kelly, filosofia, cinema, além dos autores Leandro Konder e Walter Benjamin. É autora do blog mulhericesblog.com que deu origem ao tema explorado em seu primeiro livro, Páginas de Valentina, no qual revela que o cotidiano de uma mulher é escrito por ela a cada dia e invadido por muitas histórias dos outros sobre as quais não se tem controle.

Princesas, príncipes… Tudo isso é parte de um ideário coletivo que, mesmo criticado, vai nos constituindo como sujeitos… Daí que quando um homem tem traços de um príncipe, seduz. Até mesmo a descrente Valentina. E o que as histórias de Páginas de Valentina pretendem mostrar é que a vida das mulheres não depende de um (muitas vezes aparente) campo afetivo de sucesso para que sejam felizes ou respeitadas. Que podemos ir muito além do estereótipo de princesas à espera de um príncipe encantado, pois há uma vida cheia de desafios, boas surpresas e alegrias que independem da presença de um homem. Além disso, olhar com mais senso de humor os dramas do cotidiano feminino”, conta a autora.

  

“Páginas de Valentina”, de Claudia Medeiros – Editora Multifoco

Lançamento: dia 14 de fevereiro (sexta-feira), às 19 horas

Local: Livraria da Travessa, Rua Visconde de Pirajá, 572 – Ipanema – Rio de Janeiro – RJ

Preço: R$ 36,00

À venda nos sites  apartir de 14/2: www.travessa.com.br, www.livrariacultura.com.br e http://www.editoramultifoco.com.br

 Mais informações à imprensa:

Andréa Dias – 21 981442702 / andreadias@percursocom.com

Deixe um comentário

Arquivado em Amor, Comportamento, Dinheiro, Felicidade, Homem, Medo, Mulher, Príncipes, Princesas, Sentimentos, Sexo

BRUXO OU PRÍNCIPE? VALENTINA ESTÁ DE VOLTA

Valentina, a heroína deste blog (se você não a conhece, procure-a nos primeiros textos), um dia teve seus 28, 30 anos. Há uma de suas histórias que se repetem em outras mulheres, como a de quando era casada com um músico de jazz (ela sempre gostou de homens diferentes e cheios de orgulho de si). Ele saiu sozinho e voltou de carona com uma mulher. Continuar lendo

4 Comentários

Arquivado em Comportamento, Homem, Medo, Mulher, Princesas

CARTAS E TELEFONEMAS ANÔNIMOS

Esta história é de um tempo em que os emails não eram assim meios de comunicação expressivos e que identificadores de chamada, primeiramente conhecidos como “binas”, eram coisas mais raras ainda. Entretanto, ainda era época em que uma mulher mandava cartas anônimas de amor e dava telefonemas de madrugada para uma suposta amante (ela acreditava nisso) do homem pelo qual se apaixonou platonicamente: Continuar lendo

8 Comentários

Arquivado em Amor, Medo, Mulher, Sentimentos

EU POSSO SER VALENTINA

Valentina tem mais ou menos 46 anos. Separada, independente financeiramente como muitas mulheres da sua geração, ela já está certa e convencida de que não existe homem perfeito, maravilhoso, um príncipe encantado. Já superou essa fase de encontrar a alma gêmea: “- Isso está por fora!”, ela diz sempre para as amigas.

Meio-dia e pouco, trânsito ligeiro em São Conrado, Valentina olha para o lado, e lá está ele. Um homem de 50 e poucos anos, vidro aberto para o insulfilme não esconder suas intenções. Óculos escuros, sol, céu azul no Rio de Janeiro, mas poderia ser em qualquer lugar. Charme ocasional ou premeditado? Não sei, não… Continuar lendo

7 Comentários

Arquivado em Amor, Comportamento, Homem, Mulher, Príncipes, Princesas