Arquivo da tag: namoro

DESCABELADA PELA MANHÃ

A cabeleira de Valentina é algo que possui vida própria. Como Medusa, há vida em cada um de seus fios. Mas até aí, tudo bem, já que considera muita sorte ter uma vasta juba. Entretanto, quando acorda pela manhã, todas as serpentes parecem se mover do alto da cabeça!

Quando acorda sozinha, morre de rir ao olhar-se no espelho e deparar-se com aquela massa desordenada, viva, pululando da cabeça! Mas até aí, tudo maravilha! O problema é quando está de namorado e dormem juntos. Sempre precisava acordar antes do gato, correr para o banheiro e banhar-se rápido para o cabelo baixar a ira. Mas houve um dia em que, sem querer, descobriu uma saída mais simples.

O namorado Juan acordava mais cedo do que ela. Já imaginaram? Ela só sentiu aquele corpão se chegando junto ao dela cedinho, e logo a imagem da Medusa em que poderia ter se tornado durante a noite lhe veio à cabeça. Mas como levantar-se sem que ele visse seu cabelão? Olhou para a mesinha de cabeceira e viu um arco! Daí não titubeou: colocou o arco e ficou logo linda.

Desde esse dia não fica mais sem arco ao lado da cama, e nem precisa acordar cedo quando dorme com o namorado, podendo descansar e sonhar mais um pouco com ele.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Comportamento, Mulher, Princesas

E ELES FORAM FELIZES PARA SEMPRE… O livro PÁGINAS DE VALENTINA

 

Exibindo CAPA_Páginas de Valentina.jpgE eles foram felizes para sempre…

 Valentina nunca acreditou em príncipe encantado até conhecer Marcelo. A partir desse encontro, sua história se desdobra em crônicas, reunidas no livro “Páginas de Valentina”, que revelam as agruras e delícias da vida de uma mulher sensacional, alegre e sensível que sempre soube o que quer: ser feliz.

 Independente e bem resolvida na vida, a divertida Valentina adorava provocar suas amigas com o assunto sobre as princesas: “Será que a Branca de Neve não era feliz com os sete anões? Parecia que sim, apesar de ser discutível trabalhar como empregada doméstica de sete homens porquinhos. A princesa não demonstrava se sentir explorada, como se até fazer faxina fosse coisa molinha. E a Cinderela que também nunca reclamava de assoberbar-se, gente!”.

 

Assim é a personagem principal do livro Páginas de Valentina, de autoria de Claudia Medeiros, que se revela presente dentro cada mulher através de seu universo feminino peculiar povoado de mulherices (coisas de mulher) e homices (coisas de homem). E Valentina tinha uma convicção: a de que príncipe encantado não existe. Porém, num belo dia, após um encontro, isso de tornou uma dúvida seguida de muitas outras: o que é felicidade? O que é ser mulher? Somos princesas?

Carioca da gema, Claudia Medeiros é pedagoga e Mestre em Educação Brasileira pela PUC-Rio. Cheia de mulherices, adora Elvis Presley, Johnny Depp, Gene Kelly, filosofia, cinema, além dos autores Leandro Konder e Walter Benjamin. É autora do blog mulhericesblog.com que deu origem ao tema explorado em seu primeiro livro, Páginas de Valentina, no qual revela que o cotidiano de uma mulher é escrito por ela a cada dia e invadido por muitas histórias dos outros sobre as quais não se tem controle.

Princesas, príncipes… Tudo isso é parte de um ideário coletivo que, mesmo criticado, vai nos constituindo como sujeitos… Daí que quando um homem tem traços de um príncipe, seduz. Até mesmo a descrente Valentina. E o que as histórias de Páginas de Valentina pretendem mostrar é que a vida das mulheres não depende de um (muitas vezes aparente) campo afetivo de sucesso para que sejam felizes ou respeitadas. Que podemos ir muito além do estereótipo de princesas à espera de um príncipe encantado, pois há uma vida cheia de desafios, boas surpresas e alegrias que independem da presença de um homem. Além disso, olhar com mais senso de humor os dramas do cotidiano feminino”, conta a autora.

  

“Páginas de Valentina”, de Claudia Medeiros – Editora Multifoco

Lançamento: dia 14 de fevereiro (sexta-feira), às 19 horas

Local: Livraria da Travessa, Rua Visconde de Pirajá, 572 – Ipanema – Rio de Janeiro – RJ

Preço: R$ 36,00

À venda nos sites  apartir de 14/2: www.travessa.com.br, www.livrariacultura.com.br e http://www.editoramultifoco.com.br

 Mais informações à imprensa:

Andréa Dias – 21 981442702 / andreadias@percursocom.com

Deixe um comentário

Arquivado em Amor, Comportamento, Dinheiro, Felicidade, Homem, Medo, Mulher, Príncipes, Princesas, Sentimentos, Sexo

O ESPÍRITO SACANA DOS CUPIDOS

Há muitas histórias envolvendo a ação dos Cupidos e suas flechadas certeiras. Entretanto, há também aquelas em que o cara passa na hora em que a flecha estava apontada para outro. Aí, babau!

Essa história que ouvi parece ser uma dessas de Cupido.

Catarina resolveu morar em Búzios depois de ter vivido fora do Brasil por uns dois anos. Simplesmente não aguentou a loucura do Rio de Janeiro, passou a estranhar tudo. E foram várias viagens até se decidir por uma casa que gostasse.

O dia em que isso aconteceu foi o mesmo dia em que o Cupido estava por perto. Catarina (54 anos) andava acompanhada de um corretor de imóveis, Alex, um homem de mais ou menos 35 anos. Isso mesmo, um jovem! E lindo! E com um corpinho de Apolo! Até aí  tudo bem, Catarina também era muito bonita e charmosa. E decidida.

Quando foram ver a tal casa, ainda subindo pela ladeira do condomínio, o corretor disse que dava para ver o mar dali. Conforme iam subindo o mato ia dando lugar a um muro de mais ou menos um metro de altura. Catarina disse: “Alex, me ajuda aqui a subir”! Mas foi quando se apoiou no ombro (e que ombro!) dele, foi nessa hora em que o Cupido PÁÁÁÁÁ!, atirou uma de suas flechinhas de ouro direto no coração de Alex!

Como eu sei disso? Já não é a primeira vez em que Catarina, ao colocar a mão em algum homem, arranja logo um fã. E com esse não foi diferente. Acho que o Cupido a acompanha direto, pois os homens vivem caindo aos seus pés, é uma coisa incrível! O único problema é que, nem sempre, o coração flechado  tem um dono bonitão. É nessas horas em que devemos desconfiar do espírito sacaninha dos Cupidos!

(Imagem: www.sobreavida.com.br )

Deixe um comentário

Arquivado em Comportamento, Homem, Mulher, Sentimentos

RAPIDINHA 20 – SER FELIZ É AGORA

Não perca seu tempo de ser feliz iniciando um relacionamento como se fosse dar em casamento. Isso impede de viver bons momentos, AGORA!

(Imagem: marinaw.com.br)

2 Comentários

Arquivado em Comportamento, Felicidade, Mulher

VALENTINA NA ESCOLA E OS GAROTOS APAIXONADOS

Essa é da época em que Valentina tinha seus 13, 14 anos. Embora muito jovem, já era uma pessoa decidida e sensível ao mesmo tempo. Gostava de esportes, corria muito bem na pista de atletismo na escola, nadava, mergulhava, era muito destemida. Comandava a turma, tinha muitas amigas e alguns poucos amigos, digamos assim. “Alguns” eram os garotos mais descolados e engraçados, os demais, bem, os demais ela não curtia muito. Por quê, você pergunta? Continuar lendo

4 Comentários

Arquivado em Comportamento, Homem, Mulher, Sentimentos

RAPIDINHA 17

É bom quando namorado dorme na nossa casa, mas se ele fica muitos dias, depois que vai embora, dá uma saudade aliviada…

 

(Imagem blogestado.com)

8 Comentários

Arquivado em Comportamento

RAPIDINHA 10

Homem em campanha é maravilhoso. Então aproveite bem esse momento e entenda que é normal aquele entusiasmo passar. Ninguém aguenta ficar em campanha para sempre. Campanha é para ganhar; se ele te ganhou, você também ganhou (se o cara não for um cretino).

(Imagem mar.mil.br)

10 Comentários

Arquivado em Comportamento, Homem, Príncipes, Uncategorized