Arquivo do mês: julho 2015

HOMEM DE POUCA PERSONALIDADE?

“Se eu tivesse, assim, uma personalidade muuuito forte, eu usaria um vestido igual a esse! Esse teu vestido é lindo prá c…….!”

Frase de um homem que adora mulher e roupa de mulher. Ele acha que tem pouca personalidade… Já eu acho que ele tem muita.

Deixe um comentário

Arquivado em Comportamento, Homem, Mulher

HOMEM NÃO TEM DISSO

Mulherice certa: ter mania de dizer que não foi com a cara de alguém, sendo que esse alguém geralmente-quase-sempre é uma mulher. As mulheres têm essa mania ridícula, a de achar que são profetisas diante de uma pessoa. Já os homens não tem muito disso, não. Homens não perdem tempo desenvolvendo impressões ou tecendo especulações sobre os demais. Homens são práticos, conversam, riem, aproveitam a companhia uns dos outros, enquanto as mulheres parecem gostar desses emaranhados de impressões.

O mais incrível é elas acharem que nunca se enganam. Sei… Vivemos reclamando dos parceiros cretinos, das amigas maravilhosas que se transformaram subitamente em bandidas, ou seja, nos enganamos muito com as pessoas, apenas isso. E ainda tem aqueles casos em que descobrimos uma pessoa incrível dentro de um corpo de um(a) suposto(a) mau caráter. Mas ainda assim achamos que acertamos em cheio ao simplesmente olharmos para a cara de alguém, geralmente uma outra mulher que chega e mobiliza a todos com seus tchans!

Mulheres, deixem disso! Vivam a vida com mais leveza, deixem os outros serem o que conseguirem ser, lá neles, não temos nada que ver com o jeito d@s outr@s… Apenas aproveitem conhecer alguém novo (embora não signifique abrir-se total, cautela sempre faz bem). Basta de profetizar e maldizer @s demais! Lembrem-se de que quem nos traiu foi geralmente um alguém que adorávamos, logo, nos enganamos na maioria das vezes. Paz e amor!

 

1 comentário

Arquivado em Comportamento, Homem, Mulher

MULHERES MENTIROSAS

“- Parece que não dá mais para se ter mais de 50 anos, gente!”, dizia Valentina para suas amigas (todas com idade entre 58 e 65 anos). Essa reclamação veio pela dificuldade de se encontrar um cara bacana, também nessa idade, bem como outras novidades meio chatas pelas quais nosso corpo começa a ser obrigado a passar, depois dos 45 anos. E nesse mundo de hoje, onde todos dizem que trepam muito e gozam maravilhosamente bem, mais ainda fazer ou não fazer sexo parece ter se tornado um dilema para a humanidade: homens tomando viagra e morrendo de enfarte e mulheres usando testosterona, ou sabe-se lá mais o que.

“- Eu não quero mais homem bem dotado, não! Não tenho mais tanta lubrificação… Fica difícil, às vezes…”, continuava a conversa Valentina. “- Eu não, fico super molhada! Aliás, parece até que meu tesão aumentou…”, se gabou Denise (com 62 anos…); “- Eu também sou que nem você, Denise, nada mudou para mim”, mais outra dizia (essa com 65!). Valentina olhava aquilo e não acreditava, e saibam que ela entrara recentemente na faixa dos 50, era a caçula e também a muito mais bonita do grupo: “- E vocês não usam nada? Nem um hormôniozinho?!”, já quase em deboche, pois nenhuma delas era mais casada, aliás, Denise dizia que transava com um “rapaz” de 35 anos, que a fazia gozar como louca, e tudo isso sem nenhuma gota de KY. “- E eu? Chego a molhar a cama, de tanto que eu fico excitada!” (Maristela tinha 59 anos).

Valentina ficou olhando para aquele show de quem é a mais fogosa e tesuda. E disse só uma coisa antes de retirar-se: “- VOCÊS SÃO TODAS UMAS MENTIROSAS!!!!

 

2 Comentários

Arquivado em Comportamento, Mulher, Sexo