Arquivo do mês: setembro 2014

SOMOS TODOS MULHERES

Todo homem tem um Vênus  em alguma lugar e toda mulher tem um Marte. Ok, mas sob o ponto de vista biológico todos, sem exceção, somos essencialmente femininos.

(Vênus e Marte – Botticelli)

Ao contrário do senso comum baseado no mito de Adão e Eva, a mulher nasceu primeiro, pois o que faz uma pessoa ser homem é SÓ um cromossoma, o  Y, que contém APENAS 60 genes. Ou seja, somos todos femininos de origem e quase todos os nossos genes são femininos. Daí pergunto: por que ser mulher é menor do que ser homem? 

Acho que já disse isso aqui no blog: antes da humanidade saber que os homens também participam do nascimento dos bebês, a mulher tinha outro papel no mundo. E a ideia de que somos um espermatozoide? Charges etc., retratam as pessoas como um, como se  a vida fosse um gameta masculino, forte, um pênis em potencial que penetra, atravessa, invade o óvulo. Certa vez, li que é o óvulo que generosamente se abre ao espermatozoide, mas ninguém quer saber, mesmo se for fato científico, pois o pênis em forma de gameta é o que há! Walter Benjamin, meu filósofo favorito, dizia que nos identificamos com os vencedores, mesmo que sejam demoníacos. Talvez seja isso.

Mas pensar que somos femininos de origem genética, me faz ver o mundo mais bonito, mais doce. Que talvez tanta masculinidade seja fruto de muito esforço de homens e mulheres em tentarem ser os mais fortes, e sobreviver (Darwin já dizia isso…). Será?

Esse post foi inspirado nas palavras de Marcelo Caminha, que fez uma breve leitura de meu mapa astral, me explicando porque eu, Claudia, tenho esse blog, que divulga pontos de vista ora femininos, ora masculinos, mas pela ótica das mulheres.

(Para quem gosta de mapa astral ou tiver curiosidade, Marcelo tem um site, luzinforma.com. Olha lá! Veja lá por onde andam seu Vênus e seu Marte!)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Comportamento, Homem, Mulher

RAPIDINHA 51 – Imediatista

Não se dizia ansiosa: era apenas IMEDIATISTA!

4 Comentários

Arquivado em Comportamento, Mulher

“Como é que fica meu cabelo?!”

Numa  famosa loja de cosméticos e produtos de beleza no Rio de Janeiro, havia um produto daqueles do tipo milagrosos, que fazem as cabeleiras ficarem sossegadas, mas sem parecem ensebadas. Sim, ele existe, mas é da ordem da exclusividade dessa loja.

Paula era a dona da loja e, sempre maravilhosa, sabia era cuidar e dar atenção àquela mulherada carente. Quando se diz carente é bem na coisa mulherice. Quem é mulher sabe do que estou falando; adoramos ser paparicadas e queridas. E Paula era dessas super cuidadoras.

Mas o tal produto só não podia acabar! Não havia Paula que resolvesse! Era um tal de ligar para saber quando o produto chegaria, enfim. Mas uma delas superou a todas: começou a chorar copiosamente dizendo “Como é que fica meu cabelo?!?! Não dá para sair de casa!!!!” Paula resolveu a parada por meio da generosidade: levou o seu próprio pote, já aberto, em uso, para a querida chorona, que só faltou ajoelhar quando foi pegá-lo na loja no dia seguinte. Mas de chorar não conseguiu parar.

Cabelo é isso. Faz rir, faz chorar.

2 Comentários

Arquivado em Comportamento, Mulher