Arquivo do mês: agosto 2013

PORQUE TODA MULHER PRECISA SABER LER

Essa é a história de Maria, mulher de trinta e poucos anos que morava numa favela em São Paulo. Como muitas pessoas de sua comunidade, ela era analfabeta.

Um novo professor fora chamado na escola e lhe peguntou por que ela queria aprender a ler. Maria respondeu que gostaria de saber o que estava escrito em bilhetinhos que às vezes encontrava nos bolsos do paletó do marido. O professor pediu que ela lhe trouxesse um dos bilhetes.

No dia seguinte ela trouxe, e disse ao professor que lhe dissesse o que estava escrito e ele, como bom alfabetizador, lhe responde: “Quem vai ler isso é você”! Em menos de 3 meses Maria aprendeu a ler.

E separou-se.

(Imagem: rebiscoito.com.br )

2 Comentários

Arquivado em Comportamento, Homem, Mulher, Sentimentos, Uncategorized

MARCOS PALMEIRA E AS POLENTAS NO GRAJAÚ

Mulherice maravilhosa é ver de perto (pena que não tããão de perto) um ator dos seus sonhos. Pois é.  O ator desse texto é o Marcos Palmeira.

Depois de trabalhar o dia todo, saí da Barra especialmente para encontrar minhas amigas Polentas no Grajaú para comer pastel, tomar caldinho de feijão e RIR. Mas, eis que nossa mesa subitamente se cala com a possibilidade de, há 2 metros de distância, estar passando o Marquinhos Palmeira. E era ele! Só que foi para o bar ao lado.

Fofo, gato, lindo, eram os adjetivos mais amenos dados pelas Polentas ao divino Marquinhos, mas eis que uma de nós fala: “Ah! E ele ainda tava de casaco verde”. Pronto, não prestou rimos muito dessa mulherice!

Na mesa ao lado mais uma mulherice: três moças ficarem tirando foto delas mas, na verdade, tentando pegá-lo ao fundo.

Nós também pensamos em muitas mulherices para tentar chegar perto, embora não as tenhamos levado a cabo, como ir ao banheiro do bar ao lado só para vê-lo (“A gente falaria assim: moço, podemos usar o banheiro daqui? Ah, deixa… O banheiro aqui é bem mais limpinho…!”).

Marquinhos Palmeira, você ontem no Grajaú nos fez gostar mais de você, o sentimos assim, como nós, gente como a gente. Pena que perdeu a chance de conhecer as Polentas, as quais não lhe decepcionariam para nada. Você iria compartilhar de senso de humor ferino, inteligência, carinho e da amizade peculiar de três mulheres.

Até a próxima, baby! Ainda tenho esperanças, já é a segunda vez em que fico assim tão perto de você. Na terceira, acho que não deixarei você me escapar, pois provavelmente deverei acreditar de que se trata, mesmo, de uma obra do destino.

(Imagem: entretenimento.br.msn.com)

2 Comentários

Arquivado em Comportamento, Homem, Medo

A MULHER-GATO E SUAS IDEIAS SOBRE AMOR E COMPROMISSO

O trecho da entrevista que se pode ver abaixo, é com a atriz/cantora/figura Eartha Kitt, ou para quem acompanhava o bom e velho seriado do Batman na TV com seus planos em diagonal quando se tratava do covil dos bandidos, a Mulher-Gato negra, com sua cinturinha de pilão e trejeitos felinos que enlouqueciam nosso herói.

Pois é, meu sobrinho Lucas me mandou tal trecho, pois no meio da entrevista ela pergunta ao mesmo tempo em que debocha do formato “compromisso” e coloca o seguinte: i follow in love with myself, and than i want someone to share it with me/ eu me apaixono por mim mesma, e o que quero é alguém para compartilhar isso comigo.

Não se deve pensar que a vida perde seu sentido se o outro não quer mais compartilhar do nosso amor próprio conosco. Por isso é “com”, junto, somar, o que não significa que havia uma metade que precisa de outra, a incompletude, mas um inteiro que se junta com outro inteiro. E são dois inteiros.

Tal como um Homem-Morcego e uma Mulher-Gato, dois inteiros, nenhum poderia ser a metade do outro, um morcego e uma gata, impossível. E não podemos nos comprometer com o impossível, pois é impossível! Então, Mulheres-Gato, deixem de chorar sobre o leite derramado, pensem que morar numa Bat-caverna com um Batman, enquanto for possível, não é impossível! RWOLLLL!

>>>>>>LINK<<<<<<<< http://www.youtube.com/watch?v=IGYwf7e_cr8

Deixe um comentário

Arquivado em Comportamento, Felicidade, Homem, Mulher, Príncipes

RAPIDINHA 41

Homem se acha!!!!

2 Comentários

Arquivado em Comportamento, Homem

CONSELHOS DE “FERNANDA MONTENEGRO” (SE É QUE SÃO DELA)

Recebi um PPS de autoria de Fernanda Montenegro (bem, sabem como são essas autorias..todas discutíveis) que descreve como uma mulher deve agir para manter seu casamento ou, como o texto diz, um homem feliz dentro de casa. Mais uma vez nos deparamos com o formato “SE A MULHER SOUBER LEVAR…”, ou seja, a responsabilidade do “sucesso” de um casamento depende da mulher e de todos os mimos a que deva se dedicar a fazer para os homens.

Fora sobre como os homens são, generalizando, lógico, aliás, muito bem explicado no PPS, as habilidades femininas para cuidar de seu homem são a chave do sucesso para mantê-lo ao seu lado. Até servi-lo de iguarias a seu gosto é garantia de que ele não vai deixar a casa, pois do contrário procurará comida melhor em outra. “Fernanda”, conhecemos muitas mulheres que vivem a vida em dedicação exclusiva aos homens com quem se relacionam (casamento, noivado, namoro etc.), mas que na hora em que o sujeito resolve se envolver com outra, ou se separar, ou agredi-las, nada disso pesa, infelizmente. Parece até que é pior.

E a inteligência feminina tendo que ser colocada “abaixo” da do homem, pois ele não suporta? É lógico que haverá homens mais inteligentes do que nós, e mulheres também, mas chegar ao ponto de fingir ser mais burrinha para não deixá-lo inseguro é um pouco demais, não? Conheço homens que adoram mulheres tão inteligentes e cultas como eles, quando o são.

E quanto ao “não faça sombra sobre ele”, logo você, uma atriz de quilate raro, achar que não fazia sombra ao seu marido, um ator mediano?

 Fiquei muito decepcionada ao ler um texto que ratifica a submissão da mulher, ainda que consciente (o que piora as coisas, a meu ver), como garantia de manter um relacionamento. Ou seja, os homens são como são e ai de nós se quisermos contar com um parceiro, um amigo, um amante, um torcedor pelo nosso sucesso, um admirador! Isso, segundo o texto, é para perder o homem.

E pensar que ainda há mulheres, e muitas, que concordam com isso. E vale também perguntar às mulheres gays se conviver com outra mulher é conviver com o mau humor. Realmente, há mulherices que têm limite, como essa da mulher se sentir responsável pelo fracasso ou sucesso de seu casamento, como se o mesmo não fosse realizado, dia a dia, pedra a pedra, flor a flor, por duas pessoas.

(Imagem: www.flickr.com)

2 Comentários

Arquivado em Comportamento, Felicidade, Homem, Medo

EM PERÍODO FÉRTIL É MELHOR FICAR EM CASA

“Em período fértil, não saia de casa”! Valentina só lembrava da frase do amigo Nei.

Marcou de sair com umas amigas para um bar e não pensou que poderia estar em período fértil, nem quando passou bem perto de um cara tipo machola, de jeans desbotados, camiseta branca e botas de cowboy um pouco surradas, fumando e tomando um chopp de pé na calçada com outros amigos. O cara era demais! “Que gato, gente! Disfarça e olha, ele é o moreno”! As amigas só não gritaram porque já tinham mais de 35 anos, pois se tivessem 15 não iria prestar. “Olha, e tá me encarando”!

O cara chegou em Valentina, lógico. Papo meio tosco, mas não era bobo, talvez só um pouquinho (“Aguento homem rude, tosco, mas bobo, não! Irrita”). Esse “pouquinho” não foi percebido devido ao fatídico período fértil em que Valentina se encontrava, sem perceber. Ela mal ouvia o cara, olhava para o peito pela camiseta Hering, os antebraços bronzeados (nem conseguiu pensar que homem muito bronzeado geralmente não gosta de trabalhar, logo ela que percebe todos esses sinais). Mas quando nossa fêmea fica em estado de alerta, com seus sentidos aguçados, suas narinas quase como as de um cão, já era. Na hora de selecionar um macho podemos abrir a guarda, para não dizer outra coisa, para uma mera (boa) coleção de feromônios. E só.

O pior veio depois, pois homem-feromônio geralmente não fica só uma noite com a gente, não. E Valentina ficou ligada no cara só por causa disso, mesmo não possuindo nada além de sua macheza. E começou a sentir vergonha quando estava ao lado do cara, especialmente com seus amigos. E a grana que não havia? Nem para rachar? E depois para se desfazer do cara quando seus feromônios deixaram de ser por ela percebidos? Rasca total!

Valentina disse que iria viajar e assim fez. Quando voltou 15 dias depois ele parara de ligar, talvez tivesse ativado outra fêmea (ou macho, quiçá!) por aí. “Em período fértil é melhor ficar em casa”! Sábio amigo Nei!

(Imagem:moda.culturamix.com )

8 Comentários

Arquivado em Comportamento, Homem, Mulher, Sexo

“VOU VER CRISTINA!”

Na década de 70, o cara tinha uma namorada chamada Cristina, por quem era apaixonado. Toda vez em que iria encontrá-la, a família, sem perdão, cantava em coro “Vou ver Cristina! Vou ver Cristinaaaa”. Ele ficava muito irritado.

Mas, como toda pessoa apaixonada que beira ao passional (porque nem todo mundo em paixão fica passional), vivia brigando com ela por ciúmes. Daí chegava a casa e, antes da “família demoninho” se manifestar, ele pegava seu vinil do Tim Maia e botava para tocar bem alto: “VOU VER CRISTINA!!! VOU VER CRISTINAAAA”, e cantava a plenos pulmões.

Homice sensacional: cantar com Tim Maia para dissipar o ciúme. E quanto à Cristina, deu-lhe um pé na bunda!

(Imagem: www.djzepedro.com.br)

Para quem quiser ouvir o Tim cantando, eis o link! É imperdível!!!

Deixe um comentário

Arquivado em Amor, Comportamento, Homem