MULHERICE COMEÇA NA INFÂNCIA

Essa história é sobre ovos e escola. A inspiração veio diretamente dos EUA (verdade!).

Quando Valentina tinha apenas 9 anos, começou a sofrer uma espécie de bullying por parte de uma colega de sala. Ocorre que Valentina era muito mais bonita do que a outra e também muito querida pelos meninos da sala e também da escola. Mas até aí, tudo bem. Só que a colega começou a apertar o desconforto de Valentina,

pois como era uma pessoa muito forte no grupo, muitas outras colegas começaram a passar por ela e dar um puxãozinho rápido de cabelo, dar-lhe trombadas, falarem umas nos ouvidos das outras e rir quando ela passava…

No início Valentina ficava triste. E depois foi ficando mais chateada do que triste. No ônibus escolar, um amigo de uma turma acima da sua lhe perguntou o que estava acontecendo e ela contou. O cara disse que iria pensar numa maneira de ajudá-la.

No dia seguinte, ele abriu a mochila e mostrou dois ovos para Valentina: “Tratamento de cabelos, querida! Sua amiga vai ficar com estilo cabeça podre por fora, porque por dentro já fede”! E riram muito os dois. Combinaram de jogar os ovos na hora da saída. Ocorre que no ônibus também iam pessoas amigas da “bandida”, e na escola contaram para a professora.

A mãe de Valentina foi chamada na escola. Ao telefone a coordenadora disse que  “sua filha está planejando atingir alguém com ovos”. Quando chegou lá, questionou à escola o porquê de ninguém estar era reparando no bullyling sofrido por sua filha. E abriu a própria bolsa e mostrou seis ovos para a professora e para a coordenadora, dizendo: “Será que só dois ovos serão suficientes”? As duas arregalaram os olhos. A mãe de Valentina disse esperar que a filha não chegasse mais em casa se sentindo oprimida, pois do contrário, talvez o mercado fosse adorar a subida da venda de ovos naquele mês.

Valentina e o amigo não jogaram os ovos, mas sempre tinham um na mochila. Combinaram de sempre um dos dois ter, “just in case”, e mostravam no ônibus, só para intimidar. E nunca mais se soube de puxões de cabelo nem trombadas. Mas de ovos e amigos, sim. E em casa, bem, sua família a chamava de “egg’s bomb girl”.

(Imagem: http://informationfuncuriosity.blogspot.com.br/2011/05/ovos-engracados.html)

 

Anúncios

6 Comentários

Arquivado em Comportamento, Sentimentos, Uncategorized

6 Respostas para “MULHERICE COMEÇA NA INFÂNCIA

  1. marize

    ” just in case” vou comprar uns ovinhos e ter na bolsa. Claudia voce e otima !!!

  2. Sandra

    Adorei! Valentina é minha heroína!

  3. Moniket

    Olá Cláudia!! Como está querida???

    Passadinha rápida… ótima reflexão!

    Bjokas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s