Arquivo do mês: abril 2013

RICHARD GERE, LANCELOT…QUALQUER COISA!

Basta ter um filme novo de Richard Gere na praça que uma amiga da minha irmã vai logo assistir. !Ela nem precisa saber o tema, sequer o título ela guarda! O que importa é saber onde o filme está passando, comprar um ingresso e ir vê-lo. E daí nada mais importa. E não importa mesmo! Continuar lendo

2 Comentários

Arquivado em Comportamento, Homem, Príncipes, Princesas

RAPIDINHA 29

“Ninguém tem o direito de negar ao mundo – de negar a si mesmo – o seu lado bom.”

(Virginia Cavalcanti – “Ombro Amigo, I”, Ed. Objetiva).

(Imagem: gaabrielathomaz.blogspot.com)

Deixe um comentário

Arquivado em Comportamento, Homem, Medo, Mulher

MULHERES GORDINHAS ESTÃO SEMPRE SOZINHAS?

Conheço algumas mulheres gordinhas e, como qualquer ser humano, são muito diferentes entre si. A começar pelo modo como se veem, ou melhor, veem a vida.

Uma dessas mulheres a que me refiro sempre foi gordinha, desde que me lembro; e sempre teve parceiros, dois casamentos, filhos, mas hoje não quer saber mais de homem. Diz não ter saco para compromisso, pois gosta de ficar acordada até tarde, dormir quando bem quer… Quer ficar consigo, parece ter descoberto que nós somos a melhor companhia para nós mesmas.

Alguns desavisados podem achar que ela escolheu esse caminho (por ora?), justamente por estar acima do peso. Pode ser que nem ela saiba, pois se tem uma coisa que ela não é, é uma pessoa fechada. Enganam-se os que pensam assim. Como já disse, desde que me lembro, sempre foi acima do peso, momentos mais, momentos menos. Mas há nela coisas da categoria MAIS, que não são relacionadas ao sobrepeso: ela é muito charmosa, tem uma voz linda, canta, é sensível, inteligente, habilidosa com as mãos de onde saem belezinhas preciosas, cuidadosa com os amigos, tem senso de humor, ri muito e só fala na hora certa. Quando ela resolve abrir a boca é bom prestar atenção, pois lá vem sabedoria, e das boas.

Quando sai, está sempre bonita, cabelo arrumado, cheirosa, maquiagem leve; sua companhia é impagável, e sorte dos homens que estiveram com ela, pois sempre foi muito bem resolvida. E eu tenho a sorte de tê-la por perto, esse colo gigantesco e afável, um conselho sempre bem dado, uma bronca na medida.

Este texto acabou sendo uma homenagem (merecida) a essa amiga tão especial e que, pelo fato de ser gordinha, foi minha musa inspiradora para incentivar outras mulheres a se sentirem maravilhosas, tal como ela, que só não tem namorado, porque não quer.

(Imagem: www.anaeosbonecos.com.br )

(Revisão: Ney Flávio Meirelles)

4 Comentários

Arquivado em Comportamento, Mulher, Princesas, Sentimentos

D. MAGDA E HOLLYWOOD

Para D. Magda, artista era sempre artista. Dentre os internacionais também tinha seus favoritos:

1) BABI BUBE (Gary Cooper) 

2) BABI BABY (Clark Gable)

3) SPENCE TRACK (Spencer Tracy)

4) JOAN CAUFON (Joan Crowford)

Muito querida essa D. Magda; singela, eu diria.

(Imagens: the100.rusebodefilmessunsetboulevard.blogspot.comwww.icollector.com;www.filmsofcrawford.com)

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Comportamento, Mulher

“ELE TEM CARA DE AMENDOIM” – OUTRA DA D.MAGDA

Para quem não leu o primeiro texto sobre D. Magda, ela era empregada da casa de minha mãe aos 12 anos. Mulata grande de voz forte, adorava as rádio-novelas daquela época. Havia uma novela cuja personagem tinha seu nome que, na voz poderosa de Roberto Faissal, soava-lhe como uma súplica banhada de desejo: Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Comportamento, Mulher, Príncipes

RAPIDINHA 28 – A AMANTE É SÓ UMA 3ª PESSOA

Juridicamente, quem tem o dever fidelidade é o marido. A amante é uma 3ª pessoa que não tem nada a ver com o fato da traição (palavras de uma advogada sobre o post “Drama, drama, drama”, no qual uma esposa joga a cerveja na cabeça do marido e poupa a amante).

(imagem: www.emirates247.com )

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Comportamento, Homem, Mulher

“É TUDO CULPA DA COSQUINHA”

“É tudo culpa da cosquinha!”, dizia D. Magda, uma mulata grandona, “farta”; era empregada doméstica na casa da minha mãe. Continuar lendo

Deixe um comentário

Arquivado em Comportamento, Mulher, Sexo